Educação Inclusiva

10 Passos Para Cuidar De Crianças Com Autismo

O Autismo, ou também conhecido como Transtorno do Espectro Autista (TEA) é uma condição que afeta a maneira como a criança de relaciona com o mundo e as pessoas. Nesse post, você vai ver 10 passos para ajudar a cuidar de crianças com autismo.

O Transtorno é chamado “Espectro” por haver uma gama de condições que englobam desde níveis mais leves até níveis mais profundos.

Assim, resultando em diversos tipos de autismos, que podem diferir bastante de pessoa para pessoa.

Então, as pesquisas recentes mostras que a incidência de Transtornos do Espectro Autista é de uma pessoa a cada 100, sendo mais predominante em meninos do que em meninas

O TEA é mais comum do que se imagina, por causa da enorme diversidade de manifestações dentro do
espectro.

Você também pode se tornar um especialista na área e entender profissionalmente como lidar com o transtorno.

Como perceber o transtorno em crianças?

De modo geral, os Transtornos do Espectro Autista são caracterizados por ocasionar dificuldades na interação social e na comunicação.

Seja por meio de comportamentos repetitivos ou interesses focalizados muito específicos.

Ou ainda podendo haver também desmodulação sensorial (grande sensibilidade a cheiros, sons,luzes, texturas e sabores).

Dessa forma, é  importante dizer que ter TEA não significa que a criança apresentará todos esses aspectos juntos, nem com a mesma intensidade.

Então, podemos perceber o TEA nas crianças em três grandes aspectos da vida:

  • Dificuldades de comportamento
  • Dificuldades de interação social
  • Dificuldades comunicacionais

O que fazer com crianças que tenham autismo?

Em primeiro lugar, amar as crianças e tratá-las da mesma forma como todas as outras.

Por se caracterizar por uma série de dificuldades em alguns tipos de interações, é possível dizer que não existem duas crianças autistas com dificuldades e habilidades exatamente iguais.

Por isso, os transtornos do Espectro Autista devem ser diagnosticados por uma equipe multiprofissional.

Assim, uma equipe que seja capaz de avaliar os vários aspectos do desenvolvimento que em geral estão atípicos no autismo (comunicação, interação social, capacidade de adaptação, desempenho cognitivo, desmodulações dos sentidos, entre outros.)

Portanto, uma equipe precisa atuar de forma interdisciplinar, contando com profissionais das áreas de Psicologia, Psiquiatria, Pediatria, Fonoaudiologia, Terapia Ocupacional.

Além de poder contar com a contribuição dos campos da Neurologia, Fisioterapia, Genética e de especialistas em Deficiências Múltiplas e Sensoriais.

Confira Agora os 10 Passos para Cuidar de Crianças com Autismo

1- Evite surpresas. Planeje rotinas mais previsíveis, elas são mais bem recebidas pelas crianças. Falta de ordem e de organização afetam muito crianças com TEA.

2- Respeite o ritmo de cada criança, pois a condição neurológica das pessoas com TEA confere a elas um modo particular de interação com o mundo.

3- Não fale muito, nem rapidamente, dificuldades com as palavras atrapalham a comunicação com a criança.

4- Especifique claramente o que precisa ao perguntar, o sentido figurado causa mais dificuldade em crianças com TEA, levando mais ao pé da letra.

5- É importante respeitar a distância estabelecida pela criança com autista, para que
ela tenha liberdade, mas deixe registrado a sua presença.

6- Não veja de forma agressiva o comportamento de uma criança com autista,  normalmente é a forma que  ela achou para lidar com os desafios de sua condição neurológica sobre o seu corpo, procure ajudar levando a um especialista!

7- O tempo  e a forma de desenvolvimento de crianças com TEA pode ser diferente. Isso não é melhor nem pior. Compreenda essas diferenças.

8- Não faça tudo para a criança com autismo, pois ela tem a sua capacidade normal. Apenas perceba seus limites e não exija o que ela não consegue alcançar.

9- Compreenda e aceite condição enquanto parte da criança.  A condição do autismo faz parte da individualidade da criança, tentar eliminar esse aspecto é como
negar uma parte indissociável de sua integridade.

10- Perceba a criança, como ela é,  assim como outras crianças, que tem necessidades e desejos, bem como obrigações e deveres.

Torne-se um especialista para Cuidar de Crianças com Autismo

Agora que você conheceu os principais passos para cuidar de crianças com Autismo, você pode aprofundar seus conhecimentos e se tornar um grande especialista em crianças com autismo.

Faça sua Matricula em um dos melhores cursos nessa área, da Faculdade Única.

O Curso de Pós-Graduação em Deficiências Múltiplas e Sensoriais prepara o profissional para lidar não somente com crianças com autismo, mas também outros transtornos especiais.

A deficiência múltipla é uma associação de duas ou mais deficiências primárias (como física, mental, visual ou auditiva) no mesmo indivíduo.

Ou seja, comprometendo o desenvolvimento e a aprendizagem do indivíduo.

Nesse contexto, a pós-graduação em Deficiências Múltiplas e Sensoriais tem o objetivo de proporcionar a especialização para que os profissionais sejam capazes de identificar diferentes grupos de pessoas, numa condição heterogênea.

Assim, revelando associações diversas que afetam o funcionamento individual e o relacionamento social, reconhecendo características específicas, individuais, singulares e, não necessariamente, os mesmos tipos de deficiência.

A Única possui a garantia de validação na Portaria do MEC Nº 1004 do dia 17/08/2017 e atendem as exigências da Resolução nº01 do dia 18/08/2017; com validade em todo o território nacional.

Matricule-se Agora

Leia mais:

TEA: Curso de Autismo reconhecido pelo MEC| Você Precisa Ter no Seu Currículo

Related Posts